Rotina...

Ônibus, ônibus, ônibus. Todo dia a mesma coisa. E olha que não me refiro a quantidade de pessoas, mas aquele burburinho das velhas desgostosas com a vida e dos senhores bravos com as esposas que ficaram assexuadas graças ao tempo. A cada abertura da porta três, aquela montoeira de gente (eu no meio delas) e os berros. “Pow, porque não vai mais pra frente”, diz o senhor, aparentemente cego, pois não enxerga a barreira humana a sua frente. Do lado do velho bravo, a tia gordinha, com cara amarrada e uma bolsa de camelô, prestes a agarrar o primeiro menino que encostar em sua pancinha. Sabe, acho que o povo não entende que não adianta reclamar com o colega do lado. O vendedor da direita não vai melhorar a situação. A estudante do colégio público não é culpada da lotação. Poxa, nessa hora de aperto, literalmente, o que mais vale é a educação. Tudo ficaria melhor se todos calassem a boca, colocassem o fone no ouvido ou dormissem. Olha, até as pessoas em pé podem dormir e sonhar um pouco. Você não precisa segurar em nada, pois há corpos ocupando cada milímetro do espaço, e a quantidade de “travesseiros”, cabelos grandes, fofinhos, com cachinhos negros cheirando a seda ceramidas, é grande...... são ótimos encostos.


7 Comments:

Ernane said...

Por outro lado, lugar com muitas pessoas juntas pode ser uma boa oportunidade pra fazer amizades. Fone de ouvido eh bom quando vc quer sossego, mas eh um dispositivo bem anti-social..heheh

Michel said...

E viva a pós-modernidade!

Andre Luis said...

É... ODEIO ANDAR DE ONIBUS. HAUHAUHA

Fernando said...

ahuihaiu ui, hoje tava no ônibus e toda vez que o veio falava sentia xero de buero, credo, além de se feio tem a boca podre aIUHAIU ;D

Talita Bridum said...

OI Lucas!
Seus textos estão ótimos! Parabéns!
E eu abandonei o meu blogger! :(
Quem sabe eu recupere as forças e volte a publicar!
Beijos! se cuida!

Katy Mary said...

Pois Luquinha, muitas vezes são desses ambientes que nascem bons textos, como este que vc acabou de escrever!
Beijos saudosos

Luiz Henrique said...

O cheiro do seda ceramidas foi o melhor, se fosse no metrô de Paris vc sentiria cheiro de Kerastase...kkkkkk